sábado, 3 de novembro de 2007

Reflexo


Tela de William Merritt Chase

Hei! Você aí no espelho!
Volte-se para trás,
Procure-me além
Desse espesso cristal.

Responda-me,
Porque fica aí
Sempre quieta,
Olhando-me passar?

E tu, não passas?
Não passamos juntas, nós?
Ao longo de tudo
As horas passam.
Esquecida estou aqui,
Vivendo com minha dor.

No lento passar das horas,
Não sou mais eu aqui,
E nada aqui parece teu.
Tal, no entanto aí, sou eu!

Um comentário:

εïзNine Copettiεïз disse...

Rachel...
Tuas palavras sempre tão doces.Gosto muito de lê-las. Gostei especialmente desta poesia! Linda, feminina, transmite nossas frustações e nosso medo diante da nossa própria imagem!
Um grande beijo,
Nine