domingo, 13 de dezembro de 2009

Voo

Tela de Dina Valls



Não basta atravessar a alma
Se ela está desfigurada
Pela geometria da desordem.

As árvores foram arrancadas,
Canalizaram o tempo que recua
Impotente, atrás das muralhas do medo.

No céu do desespero, um impensável grito
Realiza nas nuvens, uma realidade de sonho.

Num voo imóvel, misto de êxtase e espanto,
Tento alçar uma alegria
Impossível para o peso de meu corpo.

4 comentários:

Pedrasnuas disse...

NÃO BASTA? ENTÃO O QUE É PRECISO PARA ATRAVESSAR UMA ALMA? ESTA TEM DE APRESENTAR UMA GEOMETRIA CORRECTA? UMA ALMA PESADA É UM PROBLEMA?

docerachel disse...

Um par de asas da liberdade seria o suficiente.

dyeve disse...

wow, u have a wonderful blog with interesting posts and a cool themplate. Congrats & MARRY CHRISTMAS! ..smiles

Ramon de Alencar disse...

...
-Detive-me por horas aqui, e por uma letra e outra eu vi tantas asas e uma gaiola...

Quão lindas...