sábado, 8 de outubro de 2011

Volta


Tela de Duffy Sheridan


Foi no limite de uma terra cáustica,
Dentro da zona do silêncio,
Que o teu corpo se desprendeu do meu.

Fui consagrada à eternidade,
E a sua solidão.
A voz que continha as palavras
Sacramentaram o meu coração,
Rezando sacrifícios.

Vi a transparêcia da distância
Que nos habitava.
Aquela parte, que nos ligava como um,
Perdeu-se na ilusão dos dias,
E a tua alma levou a minha.

Fiquei vazia como uma casa abandonada,
Por isso te peço:
Volta antes que a colheita se perca,
E a terra se torne envelhecida.

Volta a regar meu campo com tua alegria.
Traga teu corpo de frutos enlouquecidos,
E preenchas os espaços onde escureço.
Sê água lírica em minha boca,
Antes que meu sangue comece
A escrever nossos nomes.

11 comentários:

JOSÉ ROSÁRIO disse...

Como disse Chico Buarque:
"A saudade é o pior castigo."
Ainda ele falou:
"A saudade é o pior tormento, é pior do esquecimento, é pior do que se entrevar..."

Será que viver não vale mais que saudades?

Anna Amorim disse...

Rachel,

"E preenchas os espaços onde escureço."

Nomeada a dor da ausência em versos.

Beijos,

Anna Amorim

Toninhobira disse...

Quando em nosso ser tudo conspira para viver um grande amor e tem sempre este vazio,que vem desta saudade a nos espreitar.Bela composição Rachel.
Um carinhoso abraço.

A.S. disse...

"Sê água lírica em minha boca,
Antes que meu sangue comece
A escrever nossos nomes."


Lindoooooooooo.....!!!!!


Beijos,
AL

marlene edir severino disse...

..."antes que a colheita se perca,
E a terra se torne envelhecida."

Belo poema, Rachel!

Abraço, querida!

efa disse...

Gran vuelta mujer, y más si viene con ese enloquecido amor.
Besos

Moisés Augusto Gonçalves disse...

Texto forte e provocante! Lindo!

Ishitori disse...

Lindo de mais amei...

♥♥♥Ani♥♥♥ disse...

Passei pra te desejar um maravilhoso mês de Novembro e para agradecer todas as vezes que você carinhosamente esteve visitando meu blog.
Espero que volte em breve...

Beijos
Ani

http://cristalssp.blogspot.com

Paula Duarte disse...

Rachel, Rachel,
esse teu poema fala comigo profundamente....

se for para sangrar, que seja para colorir o vento....

Nilson Barcelli disse...

"Fiquei vazia como uma casa abandonada,
Por isso te peço:
Volta antes que a colheita se perca,
E a terra se torne envelhecida."

Excelente poema.
Parabéns pelo teu talento.
Beijo, querida amiga.