quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Serendipity

Fotografia de Nils Udo


Encontrei o ar,
Em andamento de crepúsculo.
Senti o encantamento súbito
De uma música andina,
E uma floresta se abrindo
Para o esplendor do Paraíso.

A descoberta do invisível,
Entre as folhas, foi o sinal.
Encapsulado, entre as sementes,
Nascia um deus humano.
O orvalho da manhã formava
Uma mandala de gotas,
Como um bracelete,
Indicando uma eternidade terrena.

A aurora penetrava no mundo,
Confundindo as ondulações do sol,
E esse deus do silêncio
Respirava a brisa fina do alvorecer.

Eu, possuída de ternura,
Desdobrei-me em gestos de grandeza,
Acolhendo-o com pálpebras
Em suspensão de lágrimas.
Ele me olhava em silêncio,
Mostrando-me coisas mais altas.

Sereníssimo, caminhava pelos jardins
Em forma de brisa.
Chispas de risos dançavam em sua boca,
Formando constelações.

Seus cabelos esvoaçavam
Enrolando-se em caracóis.
Refletia uma luz difusa,
Como um fantasma na febre do tempo.
Ocultava-se nas transparências esculpidas
Do espelhar das poças d’água,
E, dentro delas, imitava um campo de estrelas.

Navegamos juntos,
Num mar destinado aos sonhos.
Mas, cansado de ser deus,
Impenetrável no ar da vigília,
Levantou-se solitário
Aos pés da minha sombra.

Desvaneceu-se em meus braços,
Como um sopro divino,
Deitando-se entre os meus seios,
Como um menino.

13 comentários:

Arnoldo Pimentel disse...

Seus poemas são lindos e cheios de vida.Lindo fim semana pra você, beijos

JOSÉ ROSÁRIO disse...

Muito bom pra começar o dia.
Grande abraço!

Artes e escritas disse...

Linda oração! Um abraço, Yayá.

Rafael A.M. disse...

Incrível...abraços.

Sonhadora disse...

Minha querida

Como sempre INTENSA nas palavras é uma viagem por dentro da tua alma...um banho de poesia.

deixo um beijinho
Sonhadora

marlene edir severino disse...

Sempre
sempre um voo,
viagem para as profundezas
nas asas do teu poema!

Intenso!

Abraço!

urbanascidades disse...

Rachel, que poema intenso, delicado, profundo e doce. Se é verdade que nossas produções refletem nossa alma (e eu acredito) estas em um grande estágio de crescimento. Parabéns.
Paulo Bettanin

Captain Purple disse...

Poxa,eu li O Guarani faz pouco tempo e sabe,acho que foi coincidência eu perceber certa semelhança...sei lá,parece...não parece?

docerachel disse...

O Guarani?
Será? Não sei, vou ter que lê-lo.

Pensei num deus etério, quase invisível.

Mayumi disse...

Nossa, não sabia que você escreve poesias, e são lindas! Agora serei visitante assídua do seu blog! Obrigada, Rachel, por escrever coisas tão lindas que tocam a alma! Bjs

Aline Santos disse...

Olá cara Docerachel!
Boa Noite!

Ah..Que bom poder conhecer teu blog! Acredito que tenho muito a aprender contigo! Assim como você sou 'amante das inspirações' e apaixonada pela arte.
Te convido para conhecer o meu blog também e caso goste, ficarei muito feliz em te ter como minha amiga lá. Quando digo te ter como amiga, falo sinceramente, não costumo colecionar contatos, prefiro fazer novas amizades. Aceita? ^^
Paz e luz em seu coração!
Abraço!

Aline Santos disse...

Amei seus poemas! Beleza e harmonia por entre as palavras! Perfeitos! =D

MARIA DA FONTE disse...

EStá aqui um grande talento da escrita. É tão bom passar por aqui e sentir este aroma tão agradável. beijinhos