segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Pentagrama




Ouça o meu grito que cai sob a folha.
Pentagrama que contém
A nota do meu amor.

Ouça minha voz ensolarada
Que te chama num bemol de luz.
Clave de sol cravada em mim,
Canta o invisível de ti nesta morada
De sons e linhas sobrepostas.

Alastra-te em minha pauta branca,
De pele sonora e ondulante,
Que descompassa nessas colcheias febris.

Notas dissonantes dessem das linhas
E caem sob nossos corpos deslumbrados,
Engendrados num fôlego impetuoso
Pela canção desse amor
Que escalda o cerne de nós.

Um comentário:

Diego disse...

Intenso e sombrio - lindo.