domingo, 26 de junho de 2011

Caminho de Volta


Tela de Marc Chagall

Pressentia a chuva que vinha
Tombando árvores, roubando telhados
Visíveis e invisíveis.

Os pés encharcados de água
E peixes miúdos avançavam
Manchando o chão de luzes
E respingos prateados.

Dentro do coração, os poemas
Nasciam com ecos,
Confessando um novo amor.
Um que já existia escondido
Na substância da chuva e
No hálito dos pássaros.

Vivia dentro das constelações,
Alucinado para voltar ao que era seu.
O futuro era um corpo celestial
Feito de pequenas luzes
Que marcavam o caminho da volta.

O ritual transpassava a tempestade,
Deixando o eco de sua voz arredondado
Como trombetas que chegam com
O som dos relâmpagos.

Ajoelhei-me pedindo perdão
Pelas luas infinitas de separação,
Pelas ilusões perdidas no mundo
Imaginário que escolhi viver.

Quando você entrou em meu corpo,
Invadindo-me por todos os lados,
Derrubando tudo que falsamente resplandecia,
Eu estava de braços abertos e nua.

Você conheceu os meus aposentos mais secretos.
Toda a minha espera foi banhada de liquens e musgos.
Fui adornada de folhas de crisântemos,
Enquanto bebia de sua transparência e
De seu cálice de néctar por todas as noites.
E foi assim até o fim dos nossos dias.

14 comentários:

Will disse...

Não haveria melhor maneira de terminar os dias.
Uma ótima semana para você.

Arnoldo Pimentel disse...

Muito lindo e intenso seus versos.Beijos

Toninhobira disse...

Lindissima inspiração com toda enfase e elegancia no uso das palavras belamente garimpadas na construção de uma jóis de poesia.O final é fantastico Rachel.
Um abraço.

Artes e escritas disse...

Versos de um sentimento intenso e bom. Um abraço, Yayá.

V.Cruz disse...

A vida e seus mistérios!
Lindissimo com uma construção poética úmida de emoções...
Bjsss

manuel marques disse...

Dá a quem amas: asas para voar, raízes para voltar e motivos para ficar!'

Beijo.

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde.Que maravilha de entrega encontrei em teus versos!
Lindo poema. Como sempre, rico nos detalhes e na beleza!
Beijos, e excelente semana para você!
Fique com Deus!

efa disse...

Hice algo que debía hacer hace mucho tiempo...Agregué tu blog a "the list" en Matinée.
Realmente creo que tu poesía es digna de difundir.
Beso

Van disse...

Assim deve ser, total entrega e todos os nosso segredos confiados. De conforto vive um amor assim.

Beijos Raquel!

efa disse...

Se extrañan tus versos!
Beso

Sonhadora disse...

Minha querida

Tenho estado ausente, mas voltando devagar, passei para deixar um beijinho.

Sonhadora

Andressa disse...

lindo demais.

Pedra do Sertão disse...

Ai que lindo: intenso, adoro líquens e musgos! Abraço

Anna Amorim disse...

Rachel,

Belíssima construção do início ao fim.

Destaco um dos versos:

"Quando você entrou em meu corpo,
Invadindo-me por todos os lados,
Derrubando tudo que falsamente resplandecia,
Eu estava de braços abertos e nua."


Doces beijos,

Anna Amorim