segunda-feira, 23 de maio de 2011

Menos que a Morte

Tela de J.M.W. Turner



Sou uma estrangeira em mim.
Torno a voltar num país de sonho,
De luz e de infância
Perdida num vendaval de espumas.


Aquela voz que me chamava
Já não existe mais,
Mudou-se para o desconhecido.
Estou só num mundo de lembranças
Que brotam como erva-daninha,
Sempre e sempre.


Estou quieta numa morna solidão de tédio
E minha esperança é essa voz
Que ecoa sem se importar com nada.

Vem me falar ainda uma vez.
Acalma-me neste país de solidão.
Traga-me um sopro de alento
Que morro de estar viva.


Nesse insondável mistério de você
Que de tão perto se faz tão distante,

Que se mantém escondido de mim,
Num lugar de sonho.

Pare de mostrar-me a todo instante,

Que é preciso menos que a morte
Para me fazer morrer.

14 comentários:

Arnoldo Pimentel disse...

Gostei muito da solidão que habita esse poema, beijos.

Toninhobira disse...

Uma inspiração de vazio,moldada na solidão em pleno encanto do amar no desencontro.Aplausos.Meu abraço.

Ulisses A. disse...

Dolorida e real...

Milene R. F. S. disse...

Por vezes as lembranças nos perseguem e nos tornam ainda mais sós. Lindo poema, beijos!

Captain Purple disse...

que engraçado...também me chamo Raquel...rsrsrs
Gostei demais de sua postagem e de todo esse blog aqui!
Também escrevi sobre esse assunto, se você quiser dar uma olhada no meu blog, a postagem chama "Érica"...

minestradeletrinhas.blogspot.com

lili disse...

lindo.....seguindo o blog.tem sorteio lá no meu é só seguir...passa lá.....bjs
http://anjoscoloridos-lili.blogspot.com/

Carla Diacov disse...

a fota é um close numa lhama?

O que Cintila em Mim disse...

Não Carla, é visão de um quase cego no casaco da princesa do castelo fumegante.

lili disse...

eh um blog de fora, clica no link que eu coloquei no post que vai direcionar vc ateh ele.....lah tem uma foto pequena falando sobre o sorteio, clica nela e vai ter o formulario.......sonho de consumo este sorteio neh...bjs

por Hope* disse...

Sentido! O vazio corroe a alma...

Estou repassando para os seguidores do Blog, o novo endereço, mudamos de casa!
http://entrelaeoff.blogspot.com

Bj!

efa disse...

Estuve un poco perdido pero volví, siempre vuelvo a tu blog!
Quizás me seduzca la barrera de las palabras, je,
Besos a vos!
Y por más poemas.

Pena disse...

Estimada e Brilhante Poetiza Amiga:
"...Vem me falar ainda uma vez.
Acalma-me neste país de solidão.
Traga-me um sopro de alento
Que morro de estar viva.

Nesse insondável mistério de você
Que de tão perto se faz tão distante,
Que se mantém escondido de mim,
Num lugar de sonho...."

O que escreveu é muito doce e lindo.
Significativo da sua pureza e beleza literárias.
É uma fantástica poetiza sublime.
Adorei "passear" aqui. É fascinante e extraordinário. Um sonho!
Parabéns pelo blogue de maravilhar.
Abraço amigo de respeito profundo pelo que concebe de forma mágica e preciosa.
Sempre a admirá-la

pena

Bem-Haja, pelo seu gesto lindo.
MUITO OBRIGADO.
Adorei.

V.Cruz disse...

Delícia de abandono em Si "per si"...
Lindo!
Bjssss

marlene edir severino disse...

Morna,
a solidão parece que se intensifica...

Belos teus poemas!
Respiro com suavidade quando os leio, tamanha a sensibilidade contida...

Carinhoso abraço!

Marlene