sábado, 7 de fevereiro de 2009

Os Dedos



Ilustração (desconheço o autor)



Os dedos se entrelaçam,

Mudos, telepáticos.

No meio da mão

Sussurram beijos.


Os olhos ficam perdidos

Num leito de suspiros.

Pupilas perseguem

O contorno do peito

Que arfa vontades e desejo.


Os dedos molhados se dobram

Até os sedentos artelhos.

Dedilham flutuações no espaço.

Contornam ofensas,

Demonstram afetos.


Devagar sobrevoa os ombros,

Atravessa omoplatas,

Sobe o pescoço.


Num frenesi metafísico,

Sugo a língua sinuosa e nua,

Que dança louca

Em minha boca.

3 comentários:

Cell Miranda disse...

Adoro te ler!!
Beijo
Cell

Leninha disse...

eu vim ver teus encantos minha linda...
ver teu brilho como sempre claro.
beijosssssss carinhosss

ps.
e ja me coloquei ali nos seguidores tbm.

Manuel Marques disse...

Os dedos porque são fundamentais es em eles não leria esta maravilha. A língua porque é uma fonte de prazer inesgotável!

Bravo Rachel!!!

Bjs e abraços!